02/01/2020

Ensinando cidadania nas escolas

Ensinar na escola o conceito de cidadania e ensinar todas as noções básicas de direitos e deveres para o cidadão prepara tanto as crianças quanto adolescentes para os desafios que enfrentaram no futuro, trazem segurança e estabilidade não só financeira mas emocional. Em tempos atuais é difícil ter uma estabilidade emocional sem uma educação adequada, visto que a estabilidade emocional pode vir de novas perspectivas, autoconhecimento e socialização, características essas que com o conhecimento de cidadania podem ser desenvolvidas.

Para os ainda não sabem, a OAB – Ordem dos Advogados do Brasil do estado de Rondônia desenvolveu um projeto educacional para inserção de ensino básico de Direito nas escolas, e essa disciplina seria lecionada por professores de filosofia ou sociologia abordando assuntos diversos (como por exemplo: - Política: voto consciente e combate à corrupção; - Leis Constitucionais: leis sobre meio ambiente, leis de trânsito, exclusão social, racismo, Estatuto da Criança e do Adolescente, etc.; Direitos constitucionais: direitos do trabalhador, direitos da mulher, etc.). Lembrando que a política é uma área particular da filosofia e por isso o professor de filosofia se encaixa no perfil, mais porque não um profissional de Direito em especifico? Não tenho essa resposta. Pensando no fato de que as aulas de filosofia e sociologia são poucas comparadas ao vasto conteúdo, acredito que incluir essa matéria seria um desperdício de conteúdo para todos os jovens, o ideal seria implantação de uma nova disciplina e aumento de carga horária estudantil, garantindo assim maior aproveitamento, deviam ser contratados profissionais de direto que são preparados para atuar na área da Educação, como no caso da nossa querida professora Laís Farinelli Menusi, que além de ser graduada em Direito, tem especializações na área educacional.

Partindo desses argumentos de ensino voltados para o Direito, os professores podem ser fundamentais no processo, estimulando a participação social contribuindo para melhoria gradativa na educação, para que se formem cidadãos conscientes, principalmente sobre seus deveres sociais. Esse conceito aplicado no Ensino Fundamental e Médio é absorvido com maior facilidade do que na fase adulta.

Não só os temas citados acima são importantes, mais qualquer tema que seja relevante para formação social do sujeito deveria ser ensinado na escola, que é como uma comunidade, pois é na escola que acontece nossa primeira experiência de convívio social desde a infância.

A escola é que propicia a criança o primeiro contato com pessoas de todas as raças, religiões, opiniões, e saber conviver bem em sociedade respeitando a sociodiversidade cultural é o princípio de formação de um bom cidadão.

Se associarmos um estudo de qualidade com um bom princípio de formação da cidadania, os jovens serão capazes de construir uma sociedade em que os princípios de Igualdade e Fraternidade serão seguidos à risca.

Nome: Tauane Liberato

Euro Anglo Unidade Ribeirão Preto - SP