18/12/2020

Cuidado com as interações medicamentosas: misturar álcool e antibióticos faz mal?

Desde sempre ouvimos que ingerir bebidas alcoólicas durante o tratamento com um antibiótico faz mal. Mas será que é isso mesmo? Esse é um exemplo clássico das interações entre substâncias químicas que ingerimos no dia a dia. Essas interações devem ser sempre levadas em conta, uma vez que alguns alimentos, drogas ou outros remédios podem interferir na eficácia de alguns medicamentos e/ou provocar toxicidade ao organismo.

Voltando ao exemplo do álcool e antibiótico, temos alguns pontos importantes. Segundo a associação Médica Britânica (BMA), o consumo moderado de álcool não interfere no efeito dos antibióticos, mas essa combinação deve sim ser evitada. Em grandes quantidades, o álcool, pode potencializar a irritação no estômago causada por alguns antibióticos, como a amoxicilina. Quando o estômago está irritado, podemos sentir enjoos e náuseas. Outro cuidado a se pensar, é que os antibióticos auxiliam na eliminação da infecção por bactérias, e ao mesmo tempo, nosso sistema imunológico deve estar forte para ajudar em nossa defesa. A notícia ruim é que o álcool enfraquece nossas células de defesa, ou seja, a cervejinha em excesso pode dificultar a cura da infecção.

O fígado é um órgão muito importante em nosso organismo, pois é o responsável por metabolizar alimentos, medicamentos e qualquer outra substância que ingerirmos. O álcool e alguns antibióticos utilizam os mesmos processos de metabolização no fígado, ou seja, se ingeridos juntos, deixarão o fígado sobrecarregado, fazendo com o que os antibióticos sejam menos metabolizados. Isso pode levar a menor eficácia do antibiótico e também ao acúmulo de substâncias tóxicas em nosso organismo. Agora anote aí: os principais antibióticos que nunca devem ser misturados com álcool são metronidazol, tinidazol e cefotetan.

Por precaução, sempre pergunte e informe a seu médico quais medicamentos você está tomando, para que ele analise se os novos medicamentos poderão interagir com os remédios que você já toma. Então a dica é: cuidado com o excesso de cerveja no final de semana se estiver usando antibióticos!

Autores: Sarah Murça, Ana Carolina Pereira, Ana Gabriela da Silva, Graziela Dias, Helyan dos Santos, Erika Marcelino e Luisa Fernanda – alunas do Curso de Farmácia e Laboratório (Ribeirão Preto)

Orientação: Professor Jefferson Elias

Euro Anglo Unidade Ribeirão Preto - SP