06/04/2020

Pedagogia Histórico-Crítica na Educação Escolar E Formação Social

Este artigo tem como objetivo analisar as contribuições da Pedagogia Histórico crítica para a educação escolar e discutir sobre os desafios da educação na sociedade moderna trabalhando diversas classes e abordando aspectos relacionados à natureza da educação, o papel da escola e do professor e o duplicidade educacional que existe. A abordagem desse tema partiu de diversas reflexões e estudos sobre a problemática da duplicidade educacional existente no Brasil e analise de como a Pedagogia Histórico-Crítica pode ser entendida como o meio pedagógico capacitado a viabilizar a existência de um novo sistema educacional e de uma nova realidade para formação de uma excelente educação escolar.

Partiremos assim do entendimento da necessidade de compreendermos a natureza humana e a natureza da educação, buscando entendimento das particularidades especificas da educação escolar e a importância da educação escolar para a aplicação dos novos conhecimentos elaborados e implantados. Refletimos assim como a Pedagogia Histórico-Crítica se constitui como uma tendência crítica da educação brasileira, que propõe uma educação escolar que utiliza o saber historicamente acumulado pelo homem, que é convertido em saber escolar, pode ser abordada com os alunos no espaço escolar, buscando o aprendizado desse processo.

Embora a escola seja o lugar apropriado para se organizar e oportunizar os saberes sistematizados e instrumentar os alunos, ela tem perdido sua particularidade especifica, deixando de exercer sua função básica, o que contribui para a consolidação das desigualdades educacionais que se estabelecem na sociedade com interesses opostos.

A desvalorização da escola acorda com os interesses antidemocráticos, fazendo com que seja nula a possibilidade de transformação da realidade que vivemos atualmente onde a marginalidade é crescente e os interesses das classes sociais não são atendidos. Podemos perceber claramente a relação entre a escola e a sociedade, visto que a escola é influenciada por fatores sociais, porém a escola  pode influenciar a sociedade e promover uma transformação social, pois a Pedagogia Histórico-crítica tem fortes alicerces  na Psicologia Histórico-cultural, entendo assim que o homem a partir de sua formação social e histórica podem alcançar todas as transformações planejadas nessa busca de transformações sociais através da educação.

Não se trata apenas de somar os métodos novos com os métodos tradicionais, mais sim buscar uma integração deles buscando um equilíbrio na relação entre a educação e a sociedade, em um movimento dialético com um método analítico.

A partir de todas as analises contempladas a cima podemos concluir que a Pedagogia Histórico-Crítica, que por ser estruturada sobre bases em interesses das camadas populares, ressalta a particularidade especifica da escola, evidenciando a importância do professor e a necessidade de métodos eficazes para promover a transformação dos conhecimentos científicos em saberes escolares, levando em consideração a cultura, a experiência e a realidade social do aluno, sem perder os objetivos e a importância da educação buscando transformar a precariedade social dos alunos uma nova realidade social através de processos educativos.

Nome: Thauane 

Euro Anglo Unidade Ribeirão Preto - SP